Ontem foi o meu primeiro Dia dos Pais. Para começar bem o dia, fui junto com minha nova família até um templo para refletir sobre a data.  Como já é de conhecimento geral, é claro que a mensagem era exatamente a que eu – e todos os que lá estavam – tinham que ouvir naquele dia!

O palestrante do dia falou muito sobre a prosperidade. Principalmente focando na idéia de que nosso Criador – ou qualquer nome que você queira dar, seja Deus, Inteligência Superior, Universo – é, fundamentalmente, bondade e amor. “Ele quer que você seja próspero!” – quase bradou, como se quisesse acordar o “eu” de cada um dos ouvintes.

Viver na prosperidade, entre outros atributos, é sentir-se bem, feliz, em harmonia com seu ambiente – nos âmbitos familiar, profissional, pessoal. Como está na moda dizer, estar ecologicamente bem resolvido.

Impossível não pensar que, nas últimas semanas estou feliz todo o tempo. Não por um dia ou um momento. Mas sempre. Um estado de felicidade permanente. Por quê? Porque não estou aguardando ser feliz quando vir o meu filho pela primeira vez. Mas já estar curtindo o momento desde agora. Sendo feliz hoje, neste momento. Afinal, este é o único e verdadeiro momento em que podemos ser felizes – agora.

Pense nisso. Até a próxima semana!

Rodolfo Nakamura

  • Share/Bookmark